Terça-feira, 3 de Fevereiro de 2009

Criminoso


Criminoso… o sofrimento,
Traduz em mim o criminoso,
O sofrimento… trata-me como um criminoso
No sentimento de solidão
É típico…
Não é suficiente que
Queime em agonia
Que se mantenha inerte em mim…
A raiva apodera-se
Enquanto aprendo a esconder a agonia
É a solução final,
Encerrar a porta
De uma vez por todas…
 
Num mundo que não quero perceber
Uma mensagem que nunca quis endereçar
Libertar-me de tudo o resto
Quero apressar o fim
Não digas que não posso embarcar
Na cicatriz que recusa fechar
Liberta-me de tudo o resto
Só quero apressar o fim…
 
A dor é muito mais que física
Para além do que possas acreditar
Quando a solidão se apodera
É típico
Para mim chega…
Para me salvar de uma vez por todas…
 
Não contradigas…
Estou em rota
Que nunca compreenderás
Liberta-me de tudo o resto
Apressa o fim em mim…
 

por: psico, “o mau

 

 

. indiferente às 23:45
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

.Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Mais que 1 sentimento…

. Criminoso

. psicotico

. Sonhar acordado

.arquivos

blogs SAPO

.subscrever feeds